(Covid-19) – Brasil tem 39.803 óbitos confirmados por coronavírus, aponta consórcio de veículos de imprensa em boletim das 8h

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Total de infecções chega a 775.581; apesar do avanço da pandemia, Rio e São Paulo reabrem shoppings
RIO — O Brasil chegou esta quinta-feira à marca de 39.803 pessoas mortas em decorrência da Covid-19. Um boletim divulgado às 8h por veículos de imprensa indica também que, nas 12 horas anteriores, foram registrados 6 novos óbitos por coronavírus. Também foram notificadas 397 novas infecções, totalizando 775.581 desde o início da pandemia no país.O levantamento foi realizado com dados das secretarias estaduais de Saúde, coletados por um  consórcio de veículos de imprensa, formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S. Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo.

O país é responsável por aproximadamente 56% dos óbitos e 53% dos casos de Covid-19 na América Latina — estes índices no continente eram, respectivamente, 71 mil e 1,45 milhão na noite desta quarta-feira.

O número de casos brasileiros têm crescido mais rápido do que nos EUA. Lá, o Centro para Prevenção e Controle de Doenças reportou nesta quarta-feira 17.376 novos casos e 950 novos óbitos.

O governo paulista  prorrogou a quarentena no estado até 28 de junho, mas manteve as medidas de flexibilização do isolamento e liberou o funcionamento de shoppings centers e comércios de rua na região metropolitana da capital a partir de segunda-feira.

Mesmo com o avanço da pandemia, as prefeituras do Rio de Janeiro e São Paulo deram aval para que os  shoppings voltem a funcionar esta quinta-feira, embora com horário reduzido. No Rio, o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) antecipou a reabertura dos shoppings, que inicialmente ocorreria no dia 17, mas o uso de máscaras será obrigatório, e a temperatura de todos os funcionários e consumidores será medida na entrada.

O Globo

Lapa FM 104,9

 

Youtube

Nosso Parceiros

 
uniftc

Anuncie

Seja nosso parceiro, anuncie aqui!
Promoção
educa-mais-brasil

Sigam