(Alerta mundial) – Basílica da Natividade em Belém será fechada por suspeita de coronavírus

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Local de peregrinação cristã na Cisjordânia deixará de receber visitantes para tentar conter surto de Covis-19 no Oriente Médio.

A Basílica da Natividade de Belém, reconhecida como o lugar de nascimento de Jesus, será fechada para visitas. A decisão anunciada nesta quinta-feira (5) foi tomada após casos suspeitos do novo coronavírus aparecerem nesta parte da Cisjordânia, território palestino ocupado por Israel..

“Respeitamos a decisão das autoridades, porque a segurança é prioridade”, disse um representante da Igreja à agência France-Presse. Autoridades sanitárias da Palestina já haviam pedido que templos e mesquitas fossem fechadas por conta da epidemia de Covid-19.

O Ministério do Turismo do território informou também que deixará de receber viajantes estrangeiros a partir desta sexta (6). A Autoridade Palestina ordenou que hotéis na região também deixem de aceitar reservas de turistas estrangeiros por causa do vírus.

Os territórios palestinos – a Cisjordânia e a Faixa de Gaza – não registraram nenhum caso de Covid-19, mas países vizinhos – como Líbano e Israel – têm 13 e 12 confirmações, respectivamente.

Turistas estrangeiros visitam a Basílica da Natividade, reconhecida como o local de nascimento de Jesus Cristo, na cidade de Belém, na Cisjordânia, em 5 de março de 2020. — Foto: Musa Al Shaer/AFPTuristas estrangeiros visitam a Basílica da Natividade, reconhecida como o local de nascimento de Jesus Cristo, na cidade de Belém, na Cisjordânia, em 5 de março de 2020. — Foto: Musa Al Shaer/AFP

Turistas estrangeiros visitam a Basílica da Natividade, reconhecida como o local de nascimento de Jesus Cristo, na cidade de Belém, na Cisjordânia, em 5 de março de 2020. — Foto: Musa Al Shaer/AFP

Peregrinações no O. Médio

Para tentar controlar o avanço da epidemia de Covid-19 no Oriente Médio, países da região tomam medidas similares. Na quarta-feira (4), a Arábia Saudita suspendeu as peregrinações conhecidas como Umra, em direção ao santuário islâmico de Meca.

O termo Umra se refere a peregrinações que podem ocorrer em qualquer época do ano. Até o momento, o governo saudita não se pronunciou sobre o Haj, a principal peregrinação anual muçulmana a Meca, que este ano começa no fim de julho.

Por G1

Lapa FM 104,9

 

Youtube

Nosso Parceiros

 
uniftc

Anuncie

Seja nosso parceiro, anuncie aqui!
Promoção
educa-mais-brasil

Sigam