(Bahia) – Governador da Bahia anuncia pagamento de contas de água por três meses para famílias no cadastro social da Embasa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O governador da Bahia, Rui Costa, anunciou em coletiva concedida no início da tarde desta quinta-feira (2) que o estado pagará as contas de água de famílias que estão no cadastro social da Embasa e consomem menos de 25 metros cúbicos durante o mês. A medida é uma das ações voltadas para socorrer a parcela mais pobre da população dos efeitos econômicos provocados pela pandemia de coronavírus.

Segundo Rui Costa, a medida será adotada nos próximos três meses e deve atingir 860 mil pessoas em todo o estado.

“Nós vamos enviar para a Assembleia um projeto de lei garantindo o pagamento das famílias que estão no cadastro social e que tem esse consumo. Terão a conta paga pelo governo por 90 dias. Isso significa recurso imediato nas mãos das pessoas. Sei que muita gente fala que está suspenso o corte, mas as pessoas que precisam de água e energia pensam que depois de 90 dias podem ter a água e energia cortada. O governo assumiu que vai pagar essas contas. Estamos falando de 860 mil pessoas beneficiadas”, disse o governador.

O governo do estado já havia anunciado na última quarta-feira (1) que pagaria a conta de luz de famílias com consumo inferior a 80 quilowatts também por 90 dias.

“O que buscamos são medidas eficazes de custo baixo para a sociedade. Principalmente pensando na logística. Ontem anunciei uma medida de custo expressivo, pagamento da conta de energia. Dá 2 milhões e 700 mil pessoas na Bahia, que terão pagamento por três meses feito pelo governo do estado. Para isso, a pessoa precisa consumir até 80 quilowatts. Se você conseguir economizar, terá a conta paga pelo governo do estado. Olhando a média dos últimos meses, estamos falando de 687 mil residências. É o valor de uma cesta básica. Dinheiro imediato que a pessoa, ao invés de pagar conta de luz, compra comida”, afirmou Rui Costa durante a coletiva de imprensa.

“Isso custará mais de R$ 50 milhões ao Governo do Estado. Passa de R$ 50 milhões de transferência de renda para famílias extremamente pobres”, acrescentou.

Conforme o último boletim divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), no final da tarde de quarta-feira (1), mais de 240 pessoas estão contaminadas pelo novo coronavírus no estado. Além disso, três mortes já foram registradas por causa da doença. O primeiro registro foi no domingo (29). A segunda morte ocorreu na segunda-feira (30). O terceiro óbito foi confirmado na manhã desta quinta-feira (2).

Por G1 Bahia

Lapa FM 104,9

 

Youtube

Nosso Parceiros

 
uniftc

Anuncie

Seja nosso parceiro, anuncie aqui!
Promoção
educa-mais-brasil

Sigam