(Situação difícil) Casos confirmados de coronavírus sobem para 46 em SP e transmissão já é comunitária, diz infectologista

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O estado de São Paulo contabiliza 46 casos confirmados do novo coronavírus, segundo balanço divulgado nesta quinta-feira (12) pela Secretaria Estadual da Saúde. O aumento foi de 53% em relação ao balanço anterior: na quarta-feira (11), o estado registrava 30 casos confirmados.

Dos 46 casos confirmados, 44 estão na capital, 1 em Ferraz de Vasconcelos e 1 em Santana de Parnaíba. No estado há 555 casos suspeitos da doença. De acordo com o infectologista David Uip, São Paulo já tem transmissão comunitária da doença, que, Segundo o Centro de Contingência do Novo Coronavírus, é o terceiro estágio epidemiológico.

  • Primeiro estágio: são registrados apenas importados.
  • Transmissão local – segundo estágio: uma pessoa pega a doença de outra que trouxe o vírus de uma viagem ao exterior.
  • Transmissão comunitária – terceiro estágio: quando não dá pra identificar quem passou a doença pra quem.

“Na minha leitura, você precisava de três dados que nós já temos.Você precisava de entrada do vírus no Brasil, já temos. Precisavamos da transmissão local, já temos. Precisávamos da transmissão comunitária, nós já temos”, disse Uip, coordenador do centro de contingência da doença em São Paulo.

Segundo o médico ainda não é recomendado cancelar eventos e aglomerações. “Estas medidas não são aplicáveis hoje, mas não significa que não serão aplicáveis amanhã. Mas não tem sentido você fechar o estado porque você tem 46 casos. pode ser que amanhã as medidas sejam totalmente diferentes das que estamos tomando hoje.”

Também nesta quinta, o governador João Doria (PSDB) anunciou mil novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em todo o estado de São Paulo, a compra de novos equipamentos e de medicamentos, além da contratação de mais profissionais de saúde para prevenir e combater o novo coronavírus.

Ministério da Saúde contabiliza 77 casos pelo país, segundo balanço divulgado na tarde desta quinta. Esse número, porém, não leva em conta alguns casos já informados pelas secretarias estaduais.

O que muda com a declaração de pandemia?

O Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta disse no começo da tarde desta quarta-feira (11), que nada muda no Brasil com a declaração de pandemia do coronavírus. Ele afirmou ainda que pacientes com sintomas, que chegarem de outros continentes, serão considerados “casos suspeitos”.

“Para nós […] qualquer pessoa que chegue no Brasil ainda neste momento, com febre, tosse, gripe, já tem nexo para você poder falar: ‘oh, é um caso suspeito’. Por que? Porque veio de fora de locais que têm transmissão sustentada. Mas nós já estávamos trabalhando assim, né? Nós já estávamos com América, Europa, Ásia, Oceania. Só não estávamos ainda considerando os da América do Sul e África, agora são todos”, afirmou.

Por G1 SP — São Paulo

Lapa FM 104,9

 

Youtube

Nosso Parceiros

 
uniftc

Anuncie

Seja nosso parceiro, anuncie aqui!
Promoção
educa-mais-brasil

Sigam