(Mundo) – Rainha Elizabeth recusa um dos pedidos mais importantes de Harry

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A marca Sussex Royal, registrada por Meghan Markle e príncipe Harry como a assinatura do casal vai ter que mudar.

Este era um dos pontos mais sensíveis – e importantes – para o posicionamento do casal no mercado de uma vida financeira independente. Tanto que, mesmo abdicando da posição senior na Família Real, os dois fizeram o site deles antes de anunciar o afastamento, assim como as contas nas redes sociais. Segundo a imprensa britânica anuncia hoje (19), a Rainha vetou o uso definitivamente essa semana.

O prejuízo financeiro para Meghan e Harry, que já tinham investido milhares de libras esterlinas nos registros da marca, não tem reembolso. Além de ter direitos sobre produtos como roupas, papéis, materiais escolares, os dois registraram as fundações de caridade às quais querem se dedicar como Sussex Royal também. Tudo em vão.

A questão da marca como realeza – que é o que Sussex Royal afirma – era a mais complexa e os representantes de ambos os lados  sabiam que um dos lados iria sair insatisfeito. Para conservadores a primeira impressão foi de que a Rainha concedeu ao neto praticamente tudo  que ele pediu. Porém ela sempre foi firme em negar a Harry o que ele mais queria: a possibilidade de ser realeza de vez em quando em eventos e manter o título em nome, enquanto seguia uma vida independente financeira. Por questões sucessórias ele se mantém príncipe, mas não mais é considerado senior. Parece estranho, mas faz diferença. Ele não tem que fazer reverência às primas ou tios ou irmão, mas se antes era Sua Alteza o Duque de SussexHarry WIndsor-Moiuntbatten, agora é ‘apenas’ Harry Windsor-Mountbattenduque de Sussex.

Apesar de desapontados, a imprensa diz que os Meghan e Harry se conformaram com mais essa ‘derrota’.  A outra foi a de Harry ter que abandonar sua posição no Exército Britânico, algo que era que ele mais se orgulhava.

A marca Sussex Royal começou a ser usada em 2019, quando os Meghan e Harry se separaram da equipe de William e Kate, a Kensington Royal. Em menos de um ano, no Instagram, os Sussex Royal igualaram o número de seguidores dos Kensington Royal (mais de 11 milhões de seguidores).

Pelo que amigos do casal diz, nada vai abalar o alívio e a felicidade do casal de ter enfrentado a tradição britânica e ter optado pela felicidade longe da realeza. As palavras usadas pelos dois, segundo as fontes, é de que não há arrependimento algum.

Harry e Meghan já estão seguindo com suas vidas. Já fizeram palestra para banqueiros e milionários em Miami, estiveram em Stanford University, na Califórnia, para discutir sobre sua fundação e Meghan tem um acordo com a Disney para narrar documentários. Os mesmos amigos dos dois alegam que o casal nunca esteve mais apaixonado e alegre, que estão aproveitando a vida longe dos fotógrafos para curtir o filho, Archie, e também o casamento.

Espera-se que em abril seja anunciada a Fundação sem fins lucrativos dos dois, que agora terá que ter outro nome.

Nada, nada mesmo, parece fazer diferença. A vida segue e segue muito bem, obrigado, para Harry e Meghan.

Por Ana Claudia Paixão

Lapa FM 104,9

 

Youtube

Nosso Parceiros

 
uniftc

Anuncie

Seja nosso parceiro, anuncie aqui!
Promoção
educa-mais-brasil

Sigam