(Mundo) – Coronavírus: a temida ‘doença X’ que a OMS antecipou há dois anos, mas para a qual o mundo não se preparou

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Comitê da ONU previu que doença resultaria de patógeno de origem animal, e que se espalharia pelo planeta causando altas taxas de mortalidade; mas por que nada foi feito?

Em fevereiro de 2018, um grupo de especialistas reunido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou uma lista de doenças que deveriam ter prioridade em atenção e pesquisas devido à séria ameaça que representavam à saúde pública.

Entre elas, estavam ebola, zika, febre de Lassa, febre de Rift Valley, febre hemorrágica da Crimeia-Congo, doença de nifa e as síndromes respiratórias Sars e Mers. Mas a relação trazia ainda um último item: “doença X”.

A OMS alertava assim para a possibilidade de “uma séria epidemia internacional que pode ser causada por um patógeno atualmente desconhecido, capaz de causar doenças em humanos”.

Os especialistas disseram que a “doença X” provavelmente resultaria de um patógeno de origem animal que passaria para os seres humanos e se espalharia pelo planeta de maneira rápida e silenciosa, causando altas taxas de mortalidade.

Hoje, dois anos depois, diante dos mais de 2 milhões de casos de covid-19 no mundo, a questão é: estamos diante da doença X que a OMS antecipou?

“Sim, definitivamente”, diz Josie Golding, chefe de epidemiologia da organização de pesquisa Wellcome Trust, do Reino Unido.

“A doença X era um conceito que representava algo inesperado e desconhecido. Agora que vimos como os casos de covid-19 têm aumentado constantemente e depois de identificá-la e pesquisá-la para ver do que se tratava, acho que é a doença X.”

Fonte: BBC

Lapa FM 104,9

 

Youtube

Nosso Parceiros

 
uniftc

Anuncie

Seja nosso parceiro, anuncie aqui!
Promoção
educa-mais-brasil

Sigam