(Brasil) – Governo do DF confirma segundo caso de coronavírus

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O governo do Distrito Federal confirmou no fim da noite desta terça-feira (10) o segundo caso de coronavírus em Brasília.

O homem que testou positivo é marido da paciente de 52 anos diagnosticada na semana passada com o coronavírus.

Procurado, o Ministério da Saúde informou que atualizará o número de casos confirmados em todo o país somente nesta quarta (11).

De acordo com o ministério, não será necessária a contraprova no caso desse homem porque o laboratório particular que fez o teste já foi validado pela pasta.

Segundo o governo local, o homem está em “bom estado geral”, é monitorado e está em isolamento domiciliar. Ainda de acordo com o governo, não há indicação de internação para ele.

A mulher desse homem está internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Regional da Asa Norte (Hran).

Exame

O caso desse homem já era considerado suspeito em razão do contato direto dele com a esposa. Ele também teria apresentado sintomas da doença.

Na segunda-feira (9), a Justiça do DF atendeu a um pedido do GDF e o obrigou a fazer um teste para indicar se ele havia contraído o novo coronavírus. Conforme a decisão, ele também deve ficar em isolamento em casa, já que visitou a esposa no hospital.

A advogada da família, Claudia Rocha, no entanto, afirmou nesta terça-feira que o homem “apenas ficou ao lado da esposa” enquanto era feita a transferência dela de um hospital particular para o Hran.

“Na segunda-feira, depois que a esposa estava acomodada na UTI do Hran, ele fez o exame, antes mesmo do pedido da procuradoria do DF. Ele nunca se recusou”, acrescentou.

Leia a íntegra da nota:

NOTA SEGUNDO CASO CORONAVÍRUS NO DF

“Paciente está em bom estado geral, permanece sendo monitorado em isolamento domiciliar.

Equipe do Cievs faz monitoramento diário, e caso apresente algum sintoma ou quadro de desconforto respiratório será então encaminhado para internação.

No momento não tem indicação de internação, apenas manter o isolamento domiciliar.

Serão feitos exames com as amostras, mas o exame do Laboratório Sabin já é validado a partir do primeiro caso que foi feita a contraprova.”

Por Filipe Matoso e Hamanda Viana, G1 e TV Globo — Brasília

Lapa FM 104,9

 

Youtube

Nosso Parceiros

 
uniftc

Anuncie

Seja nosso parceiro, anuncie aqui!
Promoção
educa-mais-brasil

Sigam